Home

SENAC/MA

Cursos Profissionalizantes no Maranhão.

98 3198.1515

   Maranhão

30 de outubro de 2018, 16:39 - Por Assessoria de Comunicação

Jorge de Sousa: uma história de dedicação profissional e amor incondicional à família

BACABAL – Um jovem cheio de facetas e movido por novos desafios, Jorge dos Santos de Sousa, 21, é o primogênito dos quatro filhos que dona Maria de Fátima dos Santos e seu Osvaldo Palhano Moarais, tiveram. Filho de lavradores, sempre ajudou seus pais na renda de sua casa, destinando boa parte do que recebe para manter os custos de vida da família. Jorge é egresso do Senac em Bacabal e sempre buscou estar entre os primeiros de sua turma. Insistindo em construir um olhar diferenciado junto à Instituição, o rapaz arrecadou vários títulos durante sua formação. Confira um pouco mais a história de Jorge.    

Como conheceu o Senac?

Fiquei sabendo pela internet e por amigos que já haviam realizado curso no Senac.

Já havia realizado cursos em outras instituições de ensino?

Sim, já havia realizado.

Você percebeu alguma diferença no ensino?

Sim, percebi. Não é a mesma coisa. A gente nota pelos materiais disponibilizados, pela capacitação dos professores, tudo isso é diferente. Tão tal, que não consegui nem concluir o curso nas outras instituições.

10- Você realizou vários cursos pelo Senac, alguns não possuem relação direta uns com os outros. Você acredita que possuir essa formação diversificada te ajudou a se tornar um profissional diferenciado? Por quê?

Ah sim, ter uma formação pelo Senac conta muito, é um diferencial. Todos os cursos que eu fiz como: Vendedor, Montagem e manutenção de computadores, Operador de Computadores, Massagista, Logística e o de Aprendizagem Profissional Comercial em Serviços de Vendas, a Instituição operou com qualidade e excelência, o que permitiu, agora no mundo do trabalho, ter um destaque.

Tem algo que marcou a sua forma de viver ou enxergar a vida durante algum curso que você realizou pelo Senac?

O que marcou a minha vida foi a formação que o Senac me deu. Eu sempre quis aprender, me qualificar, e isso serviu não somente para o comércio, mas para todos os âmbitos da vida, da família. Foi o que mais percebi como contribuição.

Você acha que as pessoas que não possuem cursos ou capacitações enfrentam dificuldades no mundo do trabalho? Por quê?

Sim, principalmente quando não possuem os cursos do Senac. Quando são apresentados dois currículos, embora possuindo os mesmos cursos entre candidatos, o contratante sempre olha o curso do Senac de forma especial.

Por meio de programas como o Jovem Aprendiz, o Senac firma parceria com empresas e possibilita a capacitação de jovens em todo o Maranhão. Como foi a sua experiência, Jorge?

Me senti muito feliz, passei por uma experiência que me permitiu ter destaque em minha turma. Sempre colaborei enquanto aluno, inclusive, na organização da nossa formatura.

Você já havia sido indicado por outras empresas para realizar o programa?

Não, foi a primeira experiência profissional. Eu trabalhei em uma loja referência do comércio varejista de Bacabal e eu tinha como objetivo ser Jovem Aprendiz nela.

Qual a sua profissão atualmente?

Hoje sou agente comercial I, na 55 Soluções, empresa do grupo Equatorial Energia, parceira da CEMAR.

Hoje você está no mercado de trabalho, você acha já ter conseguido seu objetivo ou ainda pretende investir em sua carreira?

Quem passa pelo Senac não pensa em parar. Quer se qualificar, quer sonhar, por exemplo, com uma graduação, pós e aí por diante, sempre em busca de conhecimento e qualificação.

Houve alguma dificuldade que você enfrentou no mundo do trabalho que, através do conhecimento obtido em sala de aula, você soube como lidar? Qual?

Sim, nessa empresa, depois de um tempo, eles acabaram me demitindo alegando que precisavam realizar cortes de funcionários. Fiquei triste, mas não desanimei. Depois de um mês eu já havia começado outro trabalho. Algo que serviu, também, como aprendizado, foi a forma como lidar com os clientes em situações extremas. Nas aulas do Senac, eu participei de simulados e isso me ajudou a saber como agir na prática.

Para você, o que o profissional de hoje deve ter para se destacar no mundo do trabalho?

Olha, o mais importante hoje em dia é ter dinamismo. O mercado exige que as pessoas sejam multifuncionais. Pede que elas saibam um pouco de cada coisa. Eu olhava os editais do Senac e todo curso que saía eu fazia, buscando construir meu currículo e ter mais oportunidade de trabalho. 

Sua família esteve ao seu lado durante os cursos que você realizou, eles te incentivaram? 

Sim, não tem melhor despertador que eles (risos). Eles sempre me incentivaram durante a aprendizagem. Meus pais são os principais agentes motivadores que tenho. Sinto que tenho que lutar para retribuir tudo o que eles já fizeram por mim. 

Se você fosse indicar o Senac para alguém, o que diria?

Faça os cursos do Senac! Você só tem a ganhar com a Instituição, não perca tempo, vá correndo. 

Uma frase para finalizar.

“Quem não vive para servir, não serve para viver” (Ghandi). 

Compartilhe: